Suzane von Richthofen deixa a prisão por Natal temporário e Ano Novo

Suzane deixa prisão para Natal temporário e véspera de Ano Novo

 

Quando Suzane von Richthofen volta para a casa da velhice em que mora, tudo mudou. Primeiro, não há mais Natal, nem uma celebração de Ano Novo. Em vez disso, ela é designada para ensinar os meninos e meninas em sua escola durante o período de sua prisão.

Como esperado, as coisas não estão indo bem. As crianças estão com raiva dela, como fazem com a maioria das pessoas neste novo ambiente. Uma noite, ela os pega roubando enfeites de Natal da casa. Ela invade a loja sozinha, pega a decoração e sai da loja.

Mais tarde naquela noite, as crianças voltam para casa, e Suzane as segue. Ela os pega no ato. Quando questionada pela polícia, ela mantém sua inocência, mas admite ter sido pega em flagrante. As crianças são levadas para a casa dos pais durante a noite. Enquanto lá, eles recebem presentes. Entre eles está um grande urso de pelúcia que pertence a Claus.

Na manhã seguinte, as crianças são mostradas a uma cabana de madeira na floresta. Lá dentro, eles encontram um convidado não convidado. É o Papai Noel. Papai Noel leva as crianças para sua cabana para passar o Réveillon em relativa harmonia e alegria.

Nos próximos dez dias, nada acontece. Papai Noel não está em lugar nenhum. Mas em 1.º de janeiro, o Papai Noel aparece mais uma vez. Ele informa as crianças que ele foi transferido para uma prisão na Alemanha.

Ele pede desculpas por suas ações passadas e afirma que ele perdeu o seu caminho. Ele diz a eles que quer ajudá-los e quer ajudar a reconstruir sua casa destruída. Suzane e Claus deixam a prisão juntos. Eles compartilham uma refeição e depois se aposentam durante a noite.

Em 1.º de fevereiro, Papai Noel retorna ao lar das crianças. Ele anuncia que há um pacote para eles. No entanto, as crianças suspeitam de quem o pacote contém. Uma das crianças reconhece ser do Claus. Antes que eles possam investigar mais, eles são entregues em uma nova casa que pertencia à Sra. Richthofen.

Richthofen leva as crianças para sua casa onde ela diz a eles que Papai Noel ainda está desaparecido. As crianças decidem procurá-lo usando seus talentos recém-encontrados. Ao longo do caminho, eles encontram Claus e a Sra. Richthofen e acabam acidentalmente ajudando-os a escapar.

O livro termina com a Sra. Richthofen aceitando a perda de seu marido. Ela decide que gostaria de voltar para a casa de sua filha, mas ela sabe que não pode simplesmente fazer isso. Ela diz às crianças que elas podem ficar por um ano com elas em troca de prometerem não voltar para sua casa. A Sra. informa que a filha precisa deles para o Natal para que possam dar-lhe algo legal.

Neste romance, somos apresentados a outro personagem, Hugo Grisby. É revelado que ele foi uma das últimas pessoas a ver a Sra. Richthofen antes de ela ir para uma prisão. É então revelado que ele foi um dos guardas designados para vigiar a prisão durante os eventos de Natal e Ano Novo.

O enredo é contado em um ritmo rápido. Há muitas reviravoltas. Este livro mantém você interessado do começo ao fim. Embora seja um romance baseado na história, existem vários elementos que tornam este livro único. Como leitor, senti haver várias pequenas peças que me mantinham lendo porque eram interessantes e realistas.

Acredito que este livro vale a pena ler até mesmo para os amantes da história e pessoas que gostam de ler sobre diferentes períodos históricos. Este livro é relativamente curto e fácil de ler. A história é fácil de seguir e capturou a essência do período com muita precisão. Embora não seja o mesmo que os livros de Anna Todd ou romances vitorianos, ainda é uma boa leitura. Recomendo a quem procura um bom romance de ficção histórica.

Para comprar este livro, verifique a Amazon ou sua livraria local. Também pode ser encomendado ‘online’ no site do autor. Embora a autora tenha escrito outros romances históricos, esta será sua primeira vez escrevendo sobre os eventos na Prisão do Dia de Natal. Se você gosta deste livro, você provavelmente vai querer pedir mais na série. Eu, por exemplo, estou ansioso para ler mais de seus livros.